What is Burnout

ūüĆź Translation in progress

Caracterizado por esgotamento f√≠sico, mental, estresse e exaust√£o extrema, a S√≠ndrome de Burnout ou S√≠ndrome do Esgotamento Profissional √© um dist√ļrbio neurol√≥gico e ps√≠quico decorrente da tens√£o emocional resultante de um ambiente de trabalho competitivo e cansativo, al√©m do ac√ļmulo excessivo de carga hor√°ria, nervosismo e estresse. 

√Č importante salientar que esse dist√ļrbio n√£o anda sozinho, √© comum que ele ‚Äúande de m√£os dadas‚ÄĚ com outros transtornos como o transtorno de ansiedade generalizado (TAG) e crises severas de depress√£o, em que o indiv√≠duo n√£o tem a capacidade emocional ‚ÄĒ e portanto f√≠sica ‚ÄĒ de se manter produtivo em uma sociedade que cobra a produtividade como um fator definitivo de utilidade e, portanto, entra em uma esp√©cie de limbo entre n√£o produzir, se sentir culpado por n√£o produzir e continuar n√£o produzindo.

A s√≠ndrome foi oficialmente mencionada pela primeira vez em 1974 pelo psic√≥logo estadunidense ‚ÄĒ algumas fontes dizem que ele era alem√£o ‚ÄĒ Freudenberg, ap√≥s listar sintomas que ele e seus outros colegas de trabalho estavam sentindo ap√≥s horas exaustivas de trabalho. Atualmente, ela j√° √© listada no CID-11 como um fen√īmeno ocupacional.

Segundo estudos recentes ocorridos nos Estados Unidos, cerca de 30% dos profissionais de sa√ļde ‚ÄĒ em sua grande maioria m√©dicos e enfermeiros cirurgi√Ķes ‚ÄĒ j√° sofreram ou sofrem dessa s√≠ndrome, o que equivale a cerca de ‚Öď dos profissionais do pa√≠s. Aqui no Brasil, esse n√ļmero, em 2019, girava em torno de 33 milh√Ķes de pessoas.

Seus sintomas s√£o um tanto incertos, devido a ser uma condi√ß√£o mental, e alguns podem ser diferentes entre os portadores da s√≠ndrome. De modo geral, eles apresentam dores de cabe√ßa, cansa√ßo f√≠sico e mental, mudan√ßas de humor, desregula√ß√£o do sono, press√£o alta e altera√ß√£o do apetite. Em casos nos quais o indiv√≠duo j√° apresenta quadros de depress√£o e ansiedade, √© poss√≠vel notar apatia, sentimentos de inutilidade, fracasso, derrota, desesperan√ßa, incompet√™ncia e inseguran√ßa. 

Pessoas com TDAH (transtorno de d√©ficit de aten√ß√£o com hiperatividade) ou outros transtornos que dificultam a concentra√ß√£o podem notar que sua aten√ß√£o fica ainda mais dispersa do que o normal, especialmente levando em contra a press√£o social extra que recebem. Em ocorr√™ncias mais extremas ou em indiv√≠duos que possuam algum tipo de transtorno dissociativo, √© comum ainda que ocorra a despersonaliza√ß√£o, estado ps√≠quico em que a pessoa n√£o se reconhece/ se sente fora de si mesma. A s√≠ndrome tamb√©m pode acarretar sintomas mais incomuns, como disfun√ß√£o sexual, altera√ß√£o no ciclo menstrual, imunodefici√™ncia e agressividade.  

Apesar de ser muito observada entre trabalhadores, os psic√≥logos Henrique Bottura e Vitor Friary afirmaram para a revista EXAME. que j√° presenciaram casos de estudantes de medicina e pr√©/vestibulandos sofrendo da S√≠ndrome de Burnout devido, principalmente, a cobran√ßas pr√≥prias e de familiares, o que leva a crer que n√£o existe uma ‚Äúidade m√≠nima‚ÄĚ para sofrer da s√≠ndrome.

Diagnóstico e tratamento

Seu diagn√≥stico √© atrav√©s de consultas com psic√≥logos e/ou psiquiatras, n√£o necessitando de nenhum exame, apenas atrav√©s do di√°logo e an√°lise da rela√ß√£o do paciente com sua fonte de problemas, sendo o tratamento feito atrav√©s de terapia e medicamentos dependendo da abordagem profissional e tudo mais. Caso o profissional julgue necess√°rio, √© indicado que o paciente tire algum tipo de licen√ßa m√©dica. Atividades f√≠sicas regulares, boa alimenta√ß√£o e exerc√≠cios de medita√ß√£o e respira√ß√£o tamb√©m podem ajudar no tratamento. Ter uma rotina mais leve tamb√©m √© recomendado. 

Dependendo da gravidade do problema, a pessoa pode at√© mesmo se tornar eleg√≠vel para o afastamento remunerado do INSS, tendo estabilidade de no m√≠nimo 1 ano. 

Em casos de piora, é um risco o paciente desenvolver depressão, podendo até mesmo chegar a ser internado para uma avaliação psicológica mais profunda.

N√£o deixe de se cuidar, caso sinta que pode estar sofrendo dessa s√≠ndrome, procure um profissional de sa√ļde de sua cidade!!


Referências: