What is Ecofascism?

ūüĆź Translation in progress

O termo ecofascismo se refere a uma narrativa ambiental extremista ligada ao fascismo que prega que os recursos naturais ‚Äúque ainda restam‚ÄĚ n√£o podem ser apropriados e utilizados por grupos √©tnicos-culturais. Os ecofascistas acreditam que os problemas ecol√≥gicos s√£o amea√ßas para a popula√ß√£o e que a piora do meio ambiente leva √† destrui√ß√£o de seu povo e sua cultura, usando-o como argumento para a extermina√ß√£o de pessoas n√£o-brancas e a supremacia de ra√ßa. 

Ideologia

Seus adeptos utilizam de pautas ambientais para apoiar ideais racistas e de segrega√ß√£o, como a anti-migra√ß√£o e preconceito com estrangeiros, vendo a presen√ßa desses povos como um perigo √† integridade da na√ß√£o e seus costumes. Prop√Ķem a viol√™ncia f√≠sica e estrutural contra as popula√ß√Ķes mais vulner√°veis do mundo como uma solu√ß√£o para a “desmoraliza√ß√£o da terra‚ÄĚ, indispondo recursos para na√ß√Ķes que n√£o puderem arcar com seus pr√≥prios problemas alimentares e esteriliza√ß√Ķes em massa. 

Origem

Os movimentos nazifascistas na Alemanha e It√°lia se p√Ķem como cen√°rio das primeiras ra√≠zes da ideologia ecofascista no s√©culo XX, com discursos propagados de que ‚Äúra√ßas superiores‚ÄĚ possu√≠am uma liga√ß√£o com a terra em que viviam.

Mesmo ap√≥s a Segunda Guerra Mundial, os ideais fascistas nacionalistas ainda continuam sendo disseminados por meio dos governos populistas de extrema direita, atualmente crescentes na Am√©rica e √Āsia, n√£o apenas na Europa.

Posicionamento dos movimentos ambientais

Grandes organiza√ß√Ķes ambientalistas rejeitam o ecofascismo, apontando que a extrema direita n√£o √© interessada por quest√Ķes ambientais, mas que se apropriou do discurso como forma de disfar√ßar sua supremacia branca e seu √≥dio por grupos distintos.

E ainda salientam que, diferente do que o movimento prega, a superpopula√ß√£o n√£o √© a atribu√≠da pelos desafios em preservar o ambiente, e sim as emiss√Ķes per capita e os grandes monop√≥lios empresariais que visam acima de tudo o lucro, mesmo que tenha que explorar ainda mais a natureza, e que apenas por meio da reorganiza√ß√£o das economias e pr√°ticas sustent√°veis a humanidade seria capaz de reverter esse cen√°rio.


Referências: