Who was Ifti Nasim?

🌐 Translation in progress

Ifti Nasim (1946-2011) foi um poeta pasquitanês consagrado como autor de Narmam, uma coletânea de poemas considerada a primeira narrativa aberta de temática e desejo homossexuais escrita e publicada em Urdu, idioma oficial de seu país de origem.

Nascido e crescido em uma família islâmica inserida numa sociedade de maioria adepta a leis e costumes tradicionais, Nasim enfrentou isolamento e estigmatização ao querer ser dançarino, profissão “desonrada” aos homens mulçumanos. Mas, aos dezesseis anos, sua potencial carreira se encerrou ao levar um tiro na perna por um soldado ao ler um poema de cunho político em meio a um protesto contra a lei marcial.

Uma foto de Ifti Nasim. Ele aparece do busto para cima. É asiático e gordo e possui a pele escura e o cabelo preto. Utiliza uma blusa preta de botões, com os superiores apertos mostrando o colar. A blusa tem um detalhe de lantejoulas brancas nos cantos. Ele sorri e apoia o rosto na mão esquerda.
Ifti Nasim

Mais amadurecido e com o entendimento de que não poderia viver sua vida da forma que desejasse, fugiu do Paquistão para os EUA ao ler uma matéria (alimentada pelos distúrbios de Stonewall em 1969) que dizia que no país havia “felicidade para pessoas queer”, e lá retomou sua poesia e seus estudos.

Foi participativo na fundação da Sangat em 1986, uma das primeiras organizações LGBT+ do Sul da Ásia nos EUA, a qual fornecia apoio para gays sul asiáticos da área de Chicago.

Com suas escritas e militância dos direitos LGBT+ nos Estados Unidos, Nasim foi posto no   Chicago LGBT Hall Of Fame em 1996.

Em Julho de 2011, Ifti Nasim veio a falecer por ataque cardíaco, aos 64 anos. 

“…não teria me criado se não quisesse que eu levasse uma vida feliz e realizada. Deus não cria lixo”
— Declaração sobre seu relacionamento próximo e pessoal com Deus e protesto contra a tolerância aos homossexuais do Islã, Ifti Nasim.


Referências: