Who was Frida Kahlo?

ūüĆź Translation in progress

Frida Kahlo, nascida em 1907, foi uma artista mexicana. Suas obras eram consideradas surrealistas e usualmente utilizavam met√°foras a fim de expressar o sofrimento e o desejo. Ela pintava sobre a liberdade, o feminino, sentimentos e sexualidade, e a quebra dos padr√Ķes sociais da √©poca lhe concederam um legado enquanto s√≠mbolo feminista. Suas vestimentas traziam a mesma carga de express√£o pr√≥pria, e sua identidade visual hoje se baseia em sua apar√™ncia, em especial seu semblante e monocelha. 

Em sua vida, Frida foi favorável aos ideais comunistas. Desde sua adolescência já se identificava com o comunismo e quando adulta se filiou ao Partido Comunista Mexicano, onde conheceu Diego Rivera, com quem se casou. Quando esteve afastada de seu marido, com quem reatou mais tarde, Frida teve um caso com Trótski e com várias outras pessoas, inclusive mulheres, já que Frida era assumidamente multissexual, termo que abrange sexualidades que se atraem por mais de um gênero.

Foto de Frida Kahlo em preto e branco de uma mulher com a pele clara olhando para o lado esquerdo e sorrindo levemente. Ela usa um penteado com seu cabelo enrolado em sua cabeça e com flores na parte da frente de seu cabelo, usa uma monocelha com sobrancelhas grossas, um par de brincos grandes e um colar de pedras.
Frida Kahlo

Ela possu√≠a mobilidade reduzida, tendo sido diagnosticada com poliomielite aos seis anos, e aos dezoito sofreu um acidente que a deixou com uma s√©rie de les√Ķes, sofrendo com dores pelo resto de sua vida. Apesar de ter sido uma pessoa com defici√™ncia (PCD), essa parte de sua vida √© constantemente apagada de sua hist√≥ria.

Frida foi uma mulher revolucionária em sua época, e seu legado permanece até hoje. Queer, PCD e militante ligada ao comunismo desde jovem, ela trouxe visibilidade com suas pautas, durante e após sua vida. Grande parte de suas pinturas eram autorretratos fazendo metáforas de sua vivência e críticas à sociedade, ela pintava sobre como negava sua feminilidade para ser ouvida, sobre as violências que sofreu em sua vida, sobre suas experiências, sua sexualidade, sua deficiência, etc.

No fim de sua vida, Frida estava em muito sofrimento. Suas les√Ķes causavam dores muito intensas que a impossibilitavam de andar, e por isso ela utilizava cadeira de rodas para ir √†s galerias expor sua arte. Em sua √ļltima exposi√ß√£o, Frida pediu para que levassem sua cama. Ela foi encontrada morta em sua casa na manh√£ de 13 de julho de 1954. Um ano antes, havia confessado a um amigo que s√≥ esperava 3 coisas na vida: continuar pintando, vivendo com Diego e pertencendo ao Partido Comunista Mexicano.


Referências: