The Importance of Labeling

ūüĆź Translation in progress

R√≥tulos s√£o termos ou express√Ķes usados para identificar o pertencimento de um indiv√≠duo em um grupo, comunidade ou coletivo. Normalmente, s√£o associados a um recorte social, incluindo, por√©m n√£o se limitando a, ra√ßa, etnia, sexo, g√™nero, orienta√ß√£o sexual, afetividade, capacidade, classe, posicionamento pol√≠tico, aspectos profissionais e culturais.

R√≥tulos surgem da necessidade de um indiv√≠duo ou de uma comunidade em definir um termo que expresse sua individualidade e coletividade. Eles podem ser criados por meio de neologismos (como ocorre com os termos pansexual e omnissexual) ou apropriados de termos pr√©-existentes (como ocorre com os termos queer e travesti). 

Quando autointitulado ‚ÄĒ ou seja, definido pela pr√≥pria comunidade a qual se refere ‚ÄĒ, um r√≥tulo serve como um meio de emancipa√ß√£o, liberta√ß√£o e autoconhecimento. Isso porque os r√≥tulos t√™m a fun√ß√£o de definir diferen√ßas e recortar as viol√™ncias que atravessam a sociedade. Ao redor deles, pol√≠ticas p√ļblicas s√£o estabelecidas para grupos espec√≠ficos ‚ÄĒ em especial os mais marginalizados ‚ÄĒ e pautas s√£o mobilizadas. 

Al√©m disso, r√≥tulos garantem o acolhimento de minorias sociais, permitindo que pessoas com um mesmo recorte se encontrem e se apoiem, tanto em suas conquistas quanto em suas dores. Atrav√©s de r√≥tulos, movimentos sociais, casas de apoio e institui√ß√Ķes n√£o-governamentais se organizam para acolher e protestar pelos direitos dessas popula√ß√Ķes. Entretanto, quando nas m√£os de maiorias sociais, podem ser utilizados como meio de segrega√ß√£o e exclus√£o, carregados de estigmas e estere√≥tipos negativos.  

Acima de tudo, r√≥tulos n√£o s√£o ultrapassados, mas uma importante ferramenta de identifica√ß√£o da diversidade humana e den√ļncia de opress√Ķes sociais. Eles exercem um papel fundamental numa sociedade em que a equidade ainda √© uma ilus√£o e apontam a necessidade de repensarmos as estruturas e os privil√©gios que nos cercam. 

E, apesar de sua import√Ęncia, √© necess√°rio evidenciar: a rotula√ß√£o cabe exclusivamente √†s decis√Ķes e sentimentos do indiv√≠duo. Assim como ningu√©m tem o direito de cobrar defini√ß√Ķes da identidade alheia, nenhuma pessoa √© obrigada a assumir ou se encaixar em r√≥tulos. A rotula√ß√£o √© uma ferramenta, n√£o um dever. N√£o h√° problema algum em n√£o se rotular, seja por escolha ou por n√£o se enxergar em nenhum r√≥tulo. Existem diversas formas de lutar por nossos direitos ‚ÄĒ e a rotula√ß√£o n√£o √© a √ļnica delas.


Referências: