Spacey Indica – Gabriele Caldas

Escritora e Ilustradora, Gabriele iniciou recentemente o seu trabalho com a Casa Afroraiz.

Uma foto de Gabriele. Ela é negra, com o cabelo preto e crespo curto dos lados e um pouco mais alto na parte de cima. Está levemente virada para a esquerda, com os olhos fechados e um sorriso nos lábios. Usa uma blusa preta com uma jaqueta branca por cima, além de um cordão dourado e óculos preto. O fundo mostra um parque e está de noite.

“[…] sempre procuro tratar temas específicos com cada história, como luto, racismo, amadurecimento… eu gosto de pensar que meus próprios sentimentos me dão essa necessidade de criar histórias.”
-Gabriele Caldas


Conte-nos um pouco sobre quem é Gabriele Caldas.

Sou paulista do centro da capital, mas faz 11 anos que estou morando em Campos dos Goytacazes, cidade do interior do RJ que eu tenho orgulho de viver. Eu atualmente curso letras e ilustro escrevo sempre que possível.

O que te motiva a criar?

Atualmente eu estou numa vibe de tentar retratar sentimentos, momentos e beleza pela minha arte de ilustração, já com a escrita eu sempre procuro tratar temas específicos com cada história, como luto, racismo, amadurecimento… eu gosto de pensar que meus próprios sentimentos me dão essa necessidade de criar histórias.

Você escreve e ilustra, tem mais algum tipo de arte em que costuma se aventurar?

Eu costumo pintar canecas para dar de presente pra pessoas que eu gosto. Já fui do teatro também, mas agora me falta tempo pra voltar.

Você recentemente começou a trabalhar em parceria com a Casa Afroraiz. Como tem sido a experiência?

Maravilhosa! A sensação de pertencimento que eu tenho na Casa quando estou ilustrando lá ou acompanhado os artistas da casa é surreal. O projeto que estamos fazendo ainda não tem um nome e é bem recente, mas cada parte dele já está sendo incrível!

Você também faz ilustrações para livros, correto? Conte-nos um pouco sobre esse trabalho.

Eu fico até emocionada quando falo sobre esse trabalho. Eu geralmente faço capas, cards, etc para autores independentes e é uma delícia poder conhecer essas histórias incríveis desses autores mais incríveis ainda. Eu também ilustrei um livro de poesia (memórias para sentir da Saori Garcia) e um livro LGBT para crianças (Os dois pais do Matheus da Brunah Gonçalves).

No que você tem trabalhado ultimamente? Vem alguma novidade por aí?

Estou trabalhando no projeto da Casa Afroraiz e em um livro novo que eu pretendo lançar em outubro!! Ainda não dá pra falar muito sobre ele, mas estou animada pra ver como ele vai ser recebido quando começar a divulgação.


Acompanhe Gabriele:

Compartilhe: