Bigênero

Bigênero é uma identidade de gênero do espectro da não-binariedade, na qual uma pessoa se identifica com dois gêneros, seja de maneira simultâneamente ou alternando com o tempo. Eles podem ser conectados, muitas vezes sem ter como distinguir um do outro, ou não, possuindo até mesmo intensidades diferentes.

Esses dois podem ser quaisquer gêneros, não necessariamente sendo os dois gêneros impostos socialmente — homem e mulher. Assim, bigêneros podem ser a combinação de um gênero binário e uma identidade de gênero não-binário, de duas identidades não-binárias ou dos dois gêneros binários conhecidos.

A origem do termo bigênero é incerta, mas uma de suas primeiras aparições foi pela organização trans chamada de The Human Outreach and Achievement Institute, na década de 1980, para definir um tipo de androginia. 

Em 1995, Gray Browen dá outra definição para o termo: “ter dois gêneros, expressando características de homem e mulher” e, depois de uns anos, bigênero ganha a definição de “pessoa que se sente e age como mulher e homem”; mas hoje a comunidade transgênero não usa mais essas definições, compreendendo que o conceito de gênero toma como base questões como identificação, não levando em conta expressão de gênero ou escolha de pronomes; assim, existem muitas possibilidades de identidades de gêneros para ser definir alguém bigênero, e todas elas são extremamente válidas.

Existem, também, alguns outros termos que caracterizam esta mesma identificação, especificando o sentimento; sendo ambigênero — mesma definição —, bigênero-fluído — quando a pessoa flui entre os dois gêneros — e bigênero-fluxo — quando a intensidade dos gêneros flui.

Bandeira

A identidade possui algumas bandeiras. A mais conhecida foi criada em 13 de junho de 2014 e enviada ao blog Pride Flag For Us de modo anônimo. Ela possui 5 faixas de cores diferentes.

A bandeira consiste de 5 faixas horizontais sendo, de cima para baixo, rosa, amarelo, branco, roxo e azul.
Bandeira Bigênero
  • Rosa: Pessoas que têm mulher como um de seus gêneros
  • Amarela: Pessoas que têm algum gênero não-binário como um de seus gêneros
  • Branca: Pessoas que são parcialmente agênero
  • Roxa: Pessoas que são homens e mulheres
  • Azul: Pessoas que têm homem como um de seus gêneros

Também é possível trocar os termos homem e mulher por masculino e feminino.

Há outra bandeira bigênero muito conhecida, no entanto, devido à problemáticas envolvendo ê criadore, a comunidade parou de utilizá-la.


Referências:

Compartilhe: