Polissexualidade

Estamos em constante mudança, mesmo que não percebamos, a sua ocorrência é um fato inquestionável. O surgimento, ou, melhor dizendo, o desenvolvimento e reconhecimento de termos, conceitos e comportamentos antes à deriva em um oceano de conhecimento, é algo presente na humanidade desde os primórdios da existência. 

Polissexualidade é um exemplo de identidade que vem se popularizando em nossa comunidade, mas, ao mesmo tempo, enfrentando algumas controvérsias causadas pela falta de conhecimento sobre ela. 

Bom, o questionamento a se fazer é: O que exatamente é a polissexualidade? Aqui você vai encontrar a sua definição e o que você precisa saber sobre a Polissexualidade.

Definição

Polissexualidade é, inegavelmente, uma multissexualidade, juntamente com Bi, Pan, Omni e outras. A definição popular é “atração por todos os alinhamentos não binários e apenas um gênero binário”. Um ponto a se ressaltar é a forma com que a polissexualidade quebra o fatídico padrão de atração multissexual, já que é – muitas vezes de forma errônea – associada à monossexualidade. É importante não confundir a atração com preferência, algo essencial para a compreensão da Polissexualidade.

Além disso, é necessário lembrar que a definição não se trata de um postulado, podendo ser reescrita, reformulada e reinterpretada sem ignorar a compreensão individual de cada pessoa, seja ela polissexual ou não.

Origem, História e Bandeira

O termo “Poly” possui a sua origem vinda do grego sob o significado de “muitos”. Nos anos finais da década de 20 do séc. 20, o termo teve sua primeira aparição, muito antes de ser reconhecido como uma sexualidade, sendo utilizado no contexto de poliamor, uma prática na qual pessoas possuem (ou desejam) se relacionar com mais de uma pessoa, seja de forma sexual e/ou romântica. Com o estabelecimento e o reconhecimento do termo nas últimas décadas, a relação polissexualidade e poliamor foi desmistificada, tendo assim a compreensão da distinção com a prática não-monogâmica.

Mesmo hoje, ainda temos muito pouca representação de pessoas polissexuais na mídia, talvez pela falta de entendimento do termo. Ressalta-se um artigo escrito em 1974 para a revista Stereo Review por Noel Coppage, que falou sobre celebridades assexuais, panssexuais, bissexuais e polissexuais, com um foco especial em David Bowie, conhecido pela sua fluidez sexual. 

Assim como outras sexualidades e identidades de gênero, a polissexualidade possui várias bandeiras, entretanto, a mais conhecida foi criada em 2012, no tumblr, e é composta por três faixas horizontais: Rosa, Verde e Azul.

A bandeira consiste de 3 faixas horizontais, sendo, respectivamente, rosa, verde e azul.
Bandeira Poli

Cada cor simbolizando:

  • O rosa: a atração por mulheres.
  • O verde: a atração por pessoas não binárias.
  • O azul: a atração por homens.

Em conclusão, estas são as informações necessárias para a compreensão da identidade. É necessário ressaltar que os desafios e dificuldades que uma pessoa polissexual enfrenta são semelhantes aos enfrentados por todas as pessoas não-monossexuais, entretanto, por conta de sua essência que vai contra o binarismo de gênero, é notável tanto dentro como fora da comunidade um forte apagamento dessa identidade. A equipe Spacey envia o máximo de amor, carinho e suporte à comunidade polissexual.  

Compartilhe: